Cuidados com a saúde bucal das crianças



Após o aparecimento dos primeiros dentinhos, a higienização com escova de dente apropriada para bebês deve começar.

Os pais devem reconhecer a importância dessa escovação e a importância dos hábitos comportamentais e alimentares desta fase, para garantir a saúde bucal de seus filhos

A seguir listei os problemas bucais mais comuns em crianças com uma breve explicação para que fiquem atentos.

Cárie
A cárie dental é a doença crônica mais comum na infância.
Um fator importante que deve ser levado em consideração é que ela pode ser prevenida, controlada ou mesmo revertida.
Para prevenção é necessário conhecer sua etiologia e os fatores de risco para o seu desenvolvimento.
O controle e a reversão de tal doença são possíveis caso seja diagnosticada em estágio inicial, quando constatada a presença de mancha branca no esmalte dental, sem cavidades.
Quando a situação clínica envolve cavidades dentárias, há necessidade de tratamento curativo e preventivo, a fim de modificar as condições que levaram ao desenvolvimento da doença cárie.
A evolução da doença é capaz de causar grande destruição dos dentes, ou até mesmo sua perda, podendo resultar em complicações locais, sistêmicas, psicológicas e sociais.

Má Oclusão
Para uma boa saúde bucal, é essencial ter dentes sem lesões de cárie e gengivas saudáveis.
Mas o sorriso de nossas crianças vai muito além de dentes sem lesões de cáries.
A má oclusão dentária compreende uma série de alterações no crescimento e desenvolvimento da boca.
Já está presente em 7 de cada 10 crianças com dentes de leite.
Portanto, cerca de 70% das crianças na faixa etária entre 3 e 6 anos de idade já apresentam problemas que devem ser reconhecidos e tratados.
Dentre os problemas mais comuns dessa faixa etária podemos citar a mordida aberta e a mordida cruzada.

Retenção Prolongada
Em média, as crianças começam a trocar os dentes aos 6 anos de idade, terminando o processo aos 12 anos.
Entretanto, existem casos em que o dente permanente começa a nascer e o dente de leite ainda não caiu.
Nessa situação é necessário procurar um odontopediatra para analizar a situação.
O problema pode ser a retenção prolongada.
O aumento de alimentos moles industrializadas, que necessitam de pouca ou nenhuma mastigação das crianças, tem aumentado o índice desse problema.

Erosão Dentária
A erosão dentária é outra doença que compromete a saúde bucal.
Ela é caracterizada por um processo progressivo e destrutivo, causando perda do tecido duro dos dentes, por ação de ácidos contidos em bebidas e/ou alimentos ou ainda provenientes do próprio organismo.
Resulta na destruição do dente, independentemente da presença de bactérias, podendo causar alterações estéticas e funcionais ou até mesmo dor.
A ingestão de produtos altamente ácidos, tais como refrigerantes, bebidas energéticas e sucos de frutas naturais ou industrializados é a causa mais frequente da erosão dentária.
Por isso, pode-se dizer que erosão dentária é o problema de saúde bucal da sociedade moderna, decorrente de seus hábitos alimentares.

Ensinar seu filho a cuidar dos dentes desde pequeno é um investimento que trará benefícios para o resto da vida dele.
Comece dando o exemplo: cuide bem dos seus próprios dentes.
Isto mostra a ele que a saúde bucal é importante.

Esta matéria foi redigida pela odontopediatra Dra. Anna Luisa de Brito Pacheco da VITALIS CLINIC, CRO/SP 107863, parceira do portal Tudo para Mamães.

Atenção: Este é um site de Publicidade. Embora termos selecionado as melhores empresas, não nos responsabilizamos pelas vendas realizadas por elas.