Álcool para baixar a febre pode causar intoxicação



Quando a criança está com febre, as mães recebem diversos conselhos de "receitas caseiras" para ajudar a baixá-la.

Porém, quando se trata da saúde da criança, devemos sempre tomar muito cuidado antes de fazer as tentativas caseiras.

Uma prática muito comum (e antiga) de utilizar o álcool, além de não baixar a febre da criança ainda pode trazer sérios riscos de intoxicação.

Ao evaporar, o álcool causa uma sensação de rápido resfriamento da pele, como uma brisa fresca. Mas, na realidade, essa mudança provoca o efeito contrário: a queda repentina da temperatura faz com que o organismo do bebê entenda que é preciso elevá-la, podendo aumentá-la ainda mais e, se for de forma repentina e alta, pode levar a criança à uma consulsão febril.

Além disso, a criança pode sofrer intoxicação ao aspirar o álcool ou absorvê-lo pela pele.

Vários relatos de casos na literatura médica descrevem crianças pequenas que entraram em coma após um responsável ter tentado reduzir a febre com álcool.
Outros relatos descrevem casos nos quais adultos sofreram problemas cardíacos e neurológicos após o uso de toalhas ensopadas em álcool para aliviar a dor.

Além disso, se a criança estiver com algum arranhão ou machucadinho, o álcool também pode causar ardor na área. Por essa razão, aliás, não é recomendado misturar álcool ao banho do bebê , como se fazia tempos atrás.

O que fazer para baixar a febre de forma segura?

1. Faça compressas frias no tronco e membros.
Usar uma toalha úmida ou com uma bolsa térmica em temperatura mais fria no tronco e nos membros pode ajudar a diminuir a temperatura do corpo. Segundo o Médico Eduardo Finger, a água fria da torneira é o suficiente. Para verificar, basta colocar a mão na água e ver se você tolera aquela temperatura. Jamais coloque água muito gelada.

2. Deixe a criança de repouso.
"A febre acelera os batimentos cardíacos. Por isso o repouso é indicado, evitando sobrecarregar o organismo", diz Dr. Eduardo.

3. Dê banhos mornos.
Uma ducha de água morna pode ajudar a recuperar a temperatura ideal. MORNA e não fria!!
Segundo o Médico Antonio Barbosa de Souza, o banho muito gelado pode levar a um aumento da frequência cardíaca, que já está elevada por causa da febre.

4. Prefira tecidos de algodão.
O algodão costuma ventilar melhor e reduz a sensação de desconforto, principalmente durante o sono quando a criança pode suar excessivamente. Então coloque roupas leves.

5. Mantenha a criança hidratada.
Tomar muita água e líquidos em geral é essencial para baixar a temperatura do corpo e prevenir casos de desidratação. Se a criança for menor que 6 meses, não dê outros líquidos além do leite materno, pois ele já tem a quantidade ideal de água para o bebê.

Se a febre persistir, leve seu filho à um pediatra. Ele poderá medicar a criança com segurança e investigar a causa dessa febre.

Fontes:
Brasil Baby Center
G1
WikiHow

Atenção: Este é um site de Publicidade. Embora termos selecionado as melhores empresas, não nos responsabilizamos pelas vendas realizadas por elas.